Polido? Levigado? Jateado?
Polido? Levigado? Jateado?
Polido? Levigado? Jateado?
Qual o acabamento ideal para sua rocha natural?
É comum que o especificador fique com dúvidas sobre qual acabamento de superfície de rochas ornamentais é o mais adequado para o seu projeto. Muitas vezes acabamentos inadequados para um determinado ambiente são indicados por falta de conhecimento e, principalmente, pela limitadíssima oferta de literatura técnica a respeito deste tema.

Pensando nisso, listamos abaixo os tipos mais usuais de acabamento de superfície para rochas ornamentais, suas características principais e indicações.

1 - Polido (ou lustrado)

É o acabamento mais utilizado. Obtido através da aplicação de uma sequencia de abrasivos diamantados e/ou resinoides até atingir o brilho máximo de cada pedra, este acabamento é o que fecha ao máximo os poros naturais do material, reduzindo-se assim a absorção de água e óleo. É o ideal para bancadas, por exemplo.
O acabamento polido é indicado para áreas internas (vertical e horizontal) e externas (vertical).

2 - Levigado

Este acabamento consiste no processo inicial do polimento, utilizando-se apenas parte da sequência de abrasivos (geralmente até o grão 120). Portanto o fechamento dos poros não é total. Com o levigamento, obtém-se uma superfície totalmente lisa, porém quase sem brilho. A porosidade torna-se maior que a do polido. Pode ser utilizado em lavatórios (desde que impermeabilizado adequadamente). Muitas vezes o especificador indica este acabamento para pisos externos ou semi-cobertos, o que não é recomendável, pois este acabamento não torna o piso antiderrapante.

3 - Flameado

O flameamento é um acabamento feito com fogo diretamente sobre a superfície bruta da rocha. Com a alta temperatura a que é submetida, a rocha "estoura" parte de seus minerais, resultando em uma superfície bastante áspera. Alguns tipos de granito, dependendo de sua composição, têm resultados melhores que outros. O Preto São Gabriel, por exemplo, é um dos materiais que não apresentam bons resultados. Este acabamento é ideal para áreas externas, pois é totalmente antiderrapante. Como todo acabamento antiderrapante, para uso em pisos, é importante que seja impermeabilizado.

4 - Jateado

Este processo consiste na lavagem das chapas brutas com bombas de altíssima pressão. Com isso, todas as impurezas do processo de serrada do bloco são eliminadas e partes minúsculas do material são desagregadas, resultando em uma superfície, plana, porém antiderrapante. Diferencia-se do flameado, pois aquele acabamento é mais rugoso e áspero que o jateado. Pode ser usado em conjunto com peças polidas, fazendo interessantes composições. Deve-se impermeabilizar em caso de uso em pisos.

5 - Apicoado

O apicoamento é outro tipo de acabamento antiderrapante. É feito com ferramentas que fazem pequenos "furos" na rocha, tornando-a áspera e antiderrapante. Como o processo assemelha-se a milhares de "marteladas" na rocha, a espessura mínima das chapas deve ser de 2cm. Indicada para áreas externas e internas. Para utilização em pisos, também deve ser impermeabilizado.

6 - Escovado

Neste acabamnto são usadas escovas diamantadas em uma sequência semelhante ao do polimento, do grão mais grosso ao mais fino. Com isso, as hastes das escovas, penetram mais nos minerais mais macios da rocha e menos nos minerais mais duros, fazendo assim um relevo semelhante ao do couro. Pode ser utilizada parte da sequencia ficando sem brilho ou a sequencia completa, que confere um aspecto de semi-brilho à rocha. Com isso, a rocha fica, ao mesmo tempo, rugosa e suave ao tato. Não é indicado para pisos de áreas externas.